quarta-feira, novembro 02, 2005

Patuscadas


São uma espécie de instituição nacional. Há-as a todas as horas, de todos os tipos, e para todos os gostos. Em casa, na garagem, no quintal, na cervejaria da esquina, ou 'naquele' restaurante a 300 kms de distância, as patuscadas são das poucas coisas capazes de 'mexer' verdadeiramente com os portugueses. Tanto, que se nas eleições houvesse promessa de patuscada após o voto a abstenção desceria para níveis nunca vistos!
Não sou excepção. Gosto da minha patuscadazita. Particularmente daquelas repentinas, em que convido um grupo de amigos, cada um traz o que iria fazer para o jantar para deixar a inspiração colectiva criar uma ementa sempre inesperada e original. É uma confusão, a cozinha vira pandemónio, como três vezes mais do que seria recomendável, mas é tão boa a 'onda' que se cria em volta dos tachos e panelas, quando os amigos participam!

Tractores já começaram a trabalhar a terra no Alentejo
Redução de 6%-Fármacos à venda com menor custo
O paraíso da BD existe e até tem site
Equipa do S.João devolveu mãos amputadas a jovem
Brasil instala centro de distribuição em Portugal
Chaves - viagem ao mundo das novas tecnologias no feminino
Vila Nova de Famalicão - Educação está na base do sucesso
Porto - Livrarias multiplicam-se apesar da crise
Associação trabalha para reinserir antigos reclusos
Vila Nova de Famalicão - Moda e solidariedade na época natalícia

2 comentários:

Miguel de Terceleiros disse...

Eu levo a massa e o vinho!

Optimist disse...

Está combinado, Miguel!