domingo, abril 30, 2017

O mau tempo é uma tristeza? O video deste post é um mimo!



Os planos de um dia na praia foram por água abaixo? Não ligue! Amanhã é domingo outra vez!
Até lá, faça por passar um bom dia na mesma, e veja este miminho que lhea  deixo para consolar!
Bom domingo!

video


sexta-feira, abril 28, 2017

6 COISAS QUE DEVE FAZER ANTES DO FIM DE SEMANA



Já só faltam umas horas para poder marcar a sua semana como completa! Done! Feito! Acabado!
Mas para que o fim de semana seja perfeito e sem sombras, e a próxima semana possa começar tamém ela de forma perfeita, aqui estão meia dúzia de coisas que deve fazer:

1.

Revisite a sua lista de To Do's da semana (que, idealmente, terá feito na segunda feira de manhã).

2.
Verifique se completou as tarefas que na altura considerou prioritárias. Caso a resposta seja sim, passe ao ponto 3. Se a resposta for não, relembre porque motivos não cumpriu o que se tinha proposto e, se ainda for a tempo, acabe pelo menos uma dessas tarefas muito importantes. A sua consciência vai agradecer e deixar que aproveite melhor o fim de semana que se aproxima.

3.
Passe em revista, mental e rapidamente, os principais acontecimentos da semana. Veja se considera algum particularmente marcante e lembre-se dos melhores momentos. Há alguma coisa que ache que podia ter feito melhor? Algum assunto que tenha ficado pendente e que lhe parece importante resolver? Tome nota, e ponha na lista de coisas a tratar na próxima semana.

4.
Agradeça aos colegas que ajudaram a resolver os assuntos mais difíceis da semana.

5.
Faça um apanhado rápido das coisas que tem de tratar na próxima semana. Sem grande rigor, sem lhe dar uma ordem. Apenas para garantir que não se vai esquecer de nada importante.

6.
Arrume a sua secretária antes de sair. Não só reforça a sensação de ter 'arrumado' a sua vida profissional para os próximos dias, como garante as condições básicas para a próxima semana começar da melhor forma.

Agora, sim! ... O fim de semana já começou!

BOM FIM DE SEMANA!






quinta-feira, abril 27, 2017

Faça o seu depósito de momentos felizes


Se é verdade que as fotografias são, por excelência, a forma de guardar os bons momentos para a posteridade, também é verdade que este nosso novo hábito de passar a vida a fotografar tudo e mais alguma coisa, e a partilhar no Facebook, no Instagram e mais não sei onde, veio retirar-lhes significado e tornar praticamente impossível o revisitar desses momentos.

A não ser que esteja de baixa médica durante os próximos meses, não creio que tenha tempo ou se consiga dar ao trabalho de ver, uma a uma, cada uma das mais de mil e quinhentas fotos que terá tirado nos últimos tempos. Já para não falar nos últimos anos.

Os mais organizados terão alguma facilidade em ir directos ao momento que quiserem relembrar, mas (e vou mesmo assumir alguma nostalgia) o momento mágico de descobrir uma fotografia esquecida num canto de uma gaveta ou entre as páginas de um livro e relembrar uma pessoa ou um dia especial dava um gozo infinitamente maior. Há lá coisa melhor do que tropeçar numa boa recordação inesperadamente?!!!!

O que hoje vos proponho é uma forma de revisitar os vossos bons momentos sempre que quiserem sem praticamente nenhum esforço, e com esse elemento surpresa que lhes dá ainda mais sabor. É muito simples!

Sempre que viverem uma coisa boa, seja ela o que for, tomem nota num papelinho, escrevam nele a data, dobrem e coloquem-no num pote, caixa ou qualquer outro recipiente que possam ter num local que esteja à vista e vos seja de fácil acesso. Ao fim do dia, antes de ir dormir, é uma excelente altura para passar em revista os melhores momentos do dia e fazer este exercício, mas na verdade, qualquer altura serve desde que não deite fora os papelinhos, e os vá juntando todos num mesmo lugar.

Daqui a uns tempos, quer tenha já um número apreciável de papelinhos  ou nem por isso, tire um ao acaso e veja o efeito mágico de reviver esse momento ou coisa boa que lhe aconteceu! Em dias de neura, então, posso garantir que é tiro e queda!

Experimentem e partilhem aqui o resultado. Vamos gostar de saber!


quarta-feira, abril 26, 2017

Só uma perguntinha ...


Nascemos com uma pequena porção dele embebida na nossa essência para nos garantir mais hipóteses de sobrevivência.
Os pais vão criando e alimentando em nós novos medos para poderem apaziguar os seus.
A adolescência serve-os em doses generosas, mais rebuscados e bem menos fáceis de aquietar.
E depois, vamos aprendendo a viver com todos eles, no meio de todos eles, alimentando alguns, esquecendo outros, tentando de forma quase sempre bem sucedida não pensar nisso.
Mas ... e quando nos fazem esta pergunta, o que respondemos? Quantos de nós pensaram já no que gostaríam realmente de fazer se não existissem quaisquer restrições?
Hoje, quarta feira, meio da semana, depois de um feriado tranquilo, ponha-se à prova e pense nos seus medos e no que seria capaz de fazer se os conseguisse dominar ou eliminar. Seria a sua vida uma vida mesmo, mesmo diferente ou nem por isso? Ou tem medo de encarar a questão?


terça-feira, abril 25, 2017

25 coisas que podemos fazer hoje e todos os dias

Cravos, há-os de todas as cores!


1.    Podemos curtir o sol

2.    Podemos apreciar a temperatura mais amena

3.    Podemos deitar-nos nos relvados cheios de flores

4.    Podemos escolher um banco de jardim e ficar a ver quem passa

5.    Podemos ir caminhar

6.    Podemos ir correr

7.    Podemos não fazer nada

8.    Podemos  passear com a família

9.    Podemos passar a tarde com os amigos

10. Podemos passar a tarde no sofá

11. Podemos voltas às imperiais e tremoços ao pôr do sol

12. Podemos comer farturas e bifanas nas comemorações que há por todo o lado

13. Podemos agradecer e festejar a liberdade

14. Podemos ter nostalgia de outros tempos

15. Podemos dizer mal do que quisermos

16. Podemos estar com quem quisermos, onde quisermos

17. Podemos falar de política

18. Podemos falar do que nos apetecer

19. Podemos cantar qualquer letra de qualquer música em voz alta

20. Podemos ler o que nos apetecer

21. Podemos comprar qualquer livro, ou revista, ou jornal sabendo que o que lá está, está como foi escrito pelos autores.

22. Podemos rir e cantar em voz alta

23. Podemos escolher em quem votar

24. Podemos lutar por aquilo em que acreditamos

25. Podemos acreditar que pode ser muito melhor

segunda-feira, abril 24, 2017

Uns e os Outros

Para todos os que gostariam de ter feito ponte mas não puderam, aqui fica uma dose de mimos extra! Pronto ... pronto ... vai passar! Amanhã já é feriado outro vez!

video

Os outros, que estão ainda na cama, a fazer figurinhas destas .... pois aproveitem enquanto nos divertimos à vossa custa!


Para ver o video clique aqui

Uns e outros, tenham um excelente dia, se fizerem favor!

domingo, abril 23, 2017

Já praticou nadismo?? Hoje é um bom dia para experimentar!

Não, não é uma gralha! Não, não lhe estamos a sugerir sair por aí sem roupas! Estamos só a sugerir que hoje, durante algum tempo, não faça nada. E quando dizemos nada é mesmo absolutamente NADA.

Pensa que é fácil? Pense duas vezes, experimente uma, e vai ver que é mentira. Não há nada mais difícil do que não fazer absolutamente nada.

Em primeiro lugar porque é absurda a quantidade de coisas que somos obrigados ou que nos obrigamos a fazer todos os dias, desde que acordamos até voltar para a cama. Não são só as obrigações profissionais, ou parentais. É, também, tudo aquilo que achamos que temos de fazer, ou que devemos fazer, para sermos mais saudáveis, mais felizes, mais preenchidos, mais, mais e sempre mais.

Depois, vivemos numa sociedade que condena quem não alinha no ritmo alucinado do empreendedorismo, da ambição, da corrida para chegar ao topo, para descobrir a pólvora, para fazer milhões. Que ostraciza quem se manifeste satisfeito por estar onde está e não sentir necessidade de ir mais longe profissionalmente.  

Que olha de soslaio quem nunca viajou por esse mundo fora, coleccionando carimbos no passaporte, porque se sente bem a passar as férias na praia mais próxima ou, até, na varanda ensolarada do apartamento onde vive.

Que sorri, condescendente, e apelida de 'cromos' os que não usam as roupas da moda, têm carros com vinte anos e telemóveis com dez, e continuam a só fazer comprar na mercearia velhinha da esquina.
E, como se tudo isso não bastasse, ou, por causa de tudo isso, ainda temos um soldadinho interior que nos faz sentir uma imensa culpa sempre que não estamos a fazer nada. Como se estivessemos a deixar que a vida nos passe ao lado, a perder uma qualquer oportunidade extraordinária de fazer/ter/viver/descobrir qualquer coisa que pode ser importante.

Por tudo isto, e porque Marcelo Bohrer teve um esgotamento nervoso e decidiu que era chegada a hora de fazer uma pausa, foi criado o Clube de Nadismo - um movimento que reune pessoas em locais públicos, geralmente parques e praças com belos relvados, para não fazerem absolutamente nada durante um período de tempo determinado (45 a 60 minutos, geralmente).

O segredo está na simplicidade da coisa, que não requer técnica, nem postura especial, nem nada de coisa nenhuma para além de estar quieto, parado, sem fazer nada, e, também, no facto de serem encontros realizados periodicamente (uma vez por mês), marcados com antecedência, o que nos permite marcar na agenda uma data e uma hora para NÃO FAZER ABSOLUTAMENTE NADA.

Pode descobrir mais sobre o movimento nesta entrevista com o seu fundador, ou visitar o site ou a página de Facebook e, quem sabe, tornar-se embaixador do nadismo em Portugal para organizar um primeiro encontro.

sábado, abril 22, 2017

Aborrecidos? Vão mas é passear, pá!!

Óbidos

Sempre com a sensação que a vida é sempre a mesma coisa? Sempre a contar os minutos para o que vem a seguir, sem saborear o agora? Sempre com a mania que os outros é que a levam bem, e que a vida vos passa ao lado?
Não há pachorra!!! Vão passear!
Longe ou perto, há sempre lugares lindíssimos para descobrir. É só preciso vontade e a disponibilidade para um olhar novo. É claro que uns trocos no bolso dão mais jeito, e com eles se pode ir mais longe, mas muitas vezes isso é só uma desculpa parva para não se sair do lugar. Porque entre os milhares de hostels que pululam por todo o país, e mais os Airb'b da vida, e o couchsurfing, e a casa dos amigos, já para não falar no banco do carro, há sempre uma forma de conseguir quebrar a rotina, e fazer um fim de semana diferente.
Para muitos, este é grande. Mas mesmo que seja só um fim de semana normal, há que decidir passá-lo em grande. Só isso.
E é isso que vos desejo!
Porto
Lisboa

Algar de Benagil
Parque Nacional da Peneda Gerês

Cascais

sexta-feira, abril 21, 2017

De mala aviada para o fim de semana?


Em véspera de fim de semana, com feriado à vista, sol radioso e temperaturas que não só parecem como são de verão, foge-nos a cabeça para os planos de férias, mini-férias ou fins de semana fora. Curto ou comprido, quando passado fora de casa o fim de semana acarreta sempre o acartar de uma ou várias malas, sacos ou mochilas mais ou menos cheios com os nossos projetos para os dias que se aproximam.
Há quem faça enormes listas com tudo e mais alguma coisa, há quem nem goste de pensar nisso e vá atirando para dentro da mala as primeiras coisas que lhe vêm à cabeça ou à mão, há quem tente fazer umas escolhas mais racionais e quem encare a viagem como uma oportunidade para levar coisas que no dia a dia normal jamais ousaria usar. Seja como for, muitas das coisas acabam por nunca sair da mala, mas como só a preparação já faz parte do gozo, não virá daí grande mal ou mundo. A não ser ...
A não ser que vá numa daquelas viagens de avião com um preço tão fantástico que só inclui uma mini mala e cobra a peso de ouro qualquer bagagem extra, ou que tenha de partilhar a bagageira do seu carro com mais quatro pessoas, ou que vá de mochila às costas. Nestes casos, o volume conta, o peso conta, e a quantidade conta muitíssimo. 
Para ajudar partilhamos consigo dois videos que apresentam técnicas diferentes para fazer a sua mala aproveitando cada cm de espaço disponível preservando o melhor possível o seu conteúdo. Um dos métodos será mais ortodoxo do que o outro, mas em ambos vai encontrar sugestões engraçadas e fáceis de pôr em prática.
Depois, é só pegar na mala ou na mochila, e zarpar!
Bom fim de semana!

video
video



quinta-feira, abril 20, 2017

Cansaço? Deite tudo cá para fora!



Porque a semana já vai longa, e o cansaço começará, muito provavelmente a apertar, sugerimos-lhe um tratamento gratuito e altamente eficaz para erradicar cansaço, tristeza, irritação, neura, embirração, melancolia e todos esses sentimentos cinzentos que se vão acumulando no dia a dia.
Trata-se de uma terapia provada e aprovada pela série Anatomia de Grey que a aplica com frequência, em momentos particularmente difíceis ou embaraçosos em que pouco mais há a fazer que chorar, fugir ou ... começar!

Esteja onde estiver - e até pode ser num transporte público, se tiver coragem para tanto - ponha uma música bem animada a tocar, com ou sem auscultadores, conforme o seu grau de ousadia e ponha-se a dançar! Pode começar discretamente, só a bater o pézinho e ir deixando a coisa avançar por si, lentamente. Ou pode convidar os seus colegas de escritório a partilharem a experiência consigo.  Pode, também,  ir para a casa de banho e fazê-lo sem ninguém ver ... o importante é soltar o corpo e deixar a música tomar conta de si, sem receio, sem controle e, sobretudo, sem medo do ridículo. Bem podem pensar que enlouqueceu, mas quem se atrever a aceitar o desafio e acompanhar a brincadeira depressa vai perceber estar na posse de um segredo milagroso capaz de mandar para os infernos e destruir em segundos qualquer neura, angústia ou ansiedade que por ali ande. Depois, é só desligar a música, voltar à sua secretária ou local de trabalho com o ar mais compostinho e seráfico de sempre, e retomar o que estava a fazer anteriormente, mas agora com um sorriso!


quarta-feira, abril 19, 2017

Quer um cérebro saudável? Troque-lhe as voltas!


Enquanto escolhe e não escolhe o ginásio que vai devolver a melhor forma física ao seu corpo não se esqueça de ir tratando do cérebro. É que para ser feliz, e se sentir mesmo bem, o seu cérebro precisa de alimento constante, estímulos interessantes e adora quando você lhe prega uma ou outra partida. Por isso, hoje aproveite e troque-lhe as voltas! Surpeenda-o e surpreenda-se fazendo algo diferente. 

A nossa sugestão: 
No regresso a casa apanhe o metro no sentido contrário ao habitual. Saia na última estação, ou noutra qualquer, ao calhas, e explore as ruas que ficam em volta. Beba um café num sítio que não conhece, veja as montras, vá a pé até à estação seguinte ... e retome o seu percurso habitual.
Para quem vai de carro, ou de autocarro, ou a pé, o segredo é basicamente o mesmo. Saia na direção contrária à que usa habitualmente, páre num lugar que não conhece e descubra novos sítios, novas pessoas, novos caminhos.

Em qualquer dos casos, antes de voltar ao seu percurso habitual, sente-se por uns minutos num banco, num degrau, num muro e dê espaço aos seus sentidos: respire fundo, observe os efeitos da luz, sinta a deslocação do ar na sua pele, o calor ou fresco da tarde, dê atenção aos ruídos. Só por uns minutos, ou mesmo uns segundos, sinta esse lugar diferente que o rodeia, e depois volte tranquilamente aos seus hábitos de todos os dias ... com um sorriso maior, até apostamos!