terça-feira, outubro 24, 2006

24out2006

Hoje é um bom dia para ...Photo by Willa Dios @ pbase.com

Arrumar! Arrumar a secretária, a gaveta da mesa de cabeceira, o armário da cozinha, a dispensa, a estante do escritório, o arquivo, as ideias ...
Conseguir pôr alguma ordem no universo - mesmo que seja só o mais próximo - é uma sensação poderosa, ou não é???


'PME investem 105 milhões de euros em 129 projectos'
'Informação financeira ajuda gestores a evitar problemas'
'Sócrates anuncia creches e lares que irão criar 3200 empregos'
'Ministro elogia fundação para a computação'
'Plano promove conhecimento do mar'
'Jovens carenciados poderão ter bolsas para continuar a estudar'
'Unidade de Saúde Familiar agradou a utentes de Lourosa'
'Projecto de metro recebe prémio'
'Palácio da Bolsa recebe antiguidades'
'Deficientes aprendem na colónia de férias'
'Promoção de vinho verde no Brasil'
'Câmara 'moraliza' construção ilegal'
'Idosos, crianças e comerciantes vão ter mais protecção da PSP'

5 comentários:

Ana disse...

É realmente uma sensação poderosa, nunca tinha pensado nisso dessa forma... :)

tikka masala disse...

Acho que sou a mulher mais poderosa do mundo... sou uma arrumadora compulsiva!

Vida de Praia disse...

A mim só me dá para as arrumações compulsivas quando tenho "ataques" de raiva ou de energia e aí sim, sinto-me muitíssimo poderosa : )

Optimist disse...

Podes crer, vida de praia. Sou mais como tu ... tem de ser por raiva, e de repente, e sem pensar muito no assunto, senão dá-me uma preguicite impossível de ultrapassar. Devo ir buscar as minhas sensações de poder a outros lados, porque os há.
Quanto a ti, Tikka, coitados dos que vivem contigo! ;))
Fui criada por uma mãe maníaca de limpezas e arrumações e o resultado não foi bem o que ela esperava...embora cá tenha ficado um bom bocado. Mas é uma seca ter uma pessoa sempre 'às costas' a arrumar ou a mandar arrumar.
Ana, espero que seja bom encarares as arrumações por este prisma. Afinal de contas, se pensarmos bem, é o que temos mais à mão para nos dar a sensação que conseguimos controlar o nosso universo, e as coisas que deles fazem parte. Em excesso, não deve ser muito bom sinal ... mas eu até nem sou psicóloga, nem nada!

tikka masala disse...

Tens toda a razão, optimist: COITADOS dos que vivem comigo! Mas vou aprendendo a não censurar os outros por não como eu... leeeeeeeeeeeentameeeeeeeeente....